Nov 27, 2006

Tom Waits - Rain Dogs



A dolorosa voz de Tom Waits arrebata nossos ouvidos, explodindo no ritmo indecifrável de seu blues experimental o que outrora era conhecido como tímpano.

O garoto criado na Califórnia foi descoberto pelo empresário Herb Cohen (o mesmo de Frank Zappa), e em 73 já estaria lançando seu primeiro álbum, “Closing Time”. Nota-se neste primeiro trabalho as influências fundamentais do artista. Com arranjos bebendo do jazz e do blues tradicional, músicas que poderiam ser facilmente interpretadas por um Randy Newman ganham certo fôlego inédito na voz de Waits. Valendo-se da boa aceitação de seu primeiro lançamento, uma série de álbuns bons do mesmo filo garantiu um relativo sucesso, impulsionado ainda mais por sua carreira de ator, com a qual obteve êxito em várias produções. Em "O Fundo do Coração" de Coppola, Waits ganhou até uma indicação ao Oscar.

Foi no seu primeiro trabalho na Island Records, o ótimo “Swordfishtrombones”, que as primeiras loucuras que permeariam a música do homem até os dias de hoje consolidaram-se. Letras surrealistas muitas vezes bizarras e experimentações com instrumentos de percussão e de sopro revolucionaram o blues e o folk. O estilo único de Tom Waits vinha ao mundo. Sua voz parece ter se aperfeiçoado ao longo dos anos com a ajuda do whisky e do cigarro, e é aqui que isso fica evidente pela primeira vez. Ela ,agora mais rouca, brada sobre bebedeiras bukowskianas, amores residentes em Illinois e cidades tristes. O lirismo beatnik torna-se também um pilar importante a partir de agora.

No entanto, creio que é no álbum de 85, "Rain Dogs", que Tom Waits atinge o ápice de sua carreira. O álbum é tenso, dançante, emocionante. Músicas melancólicas e eufóricas se alternam nos aproximados 50 minutos de barulho. O surrealismo é exacerbado: personagens e situações estranhas são cuspidos em alto e bom tom, sem perder a beleza das composições. A percussão assume papel importante. Canções como “Tango Till They’re Sore”, “Hang Down Your Head” e “Walking Spanish” costumam figurar nas minhas coletâneas caseiras em cd-r.

Assim sendo, acredito que "Rain Dogs" seja um jeito de voltar a este abandonado blog em grande estilo e, mais do que isso, a melhor maneira de apresentar Tom Waits para quem deseja conhecê-lo em sua melhor forma!

"Rain Dogs"
(released 1985)

01. Singapore
02. Clap Hands
03. Cemetery Polka
04. Jockey Full of Bourbon
05. Tango Till They're Sore
06. Big Black Mariah
07. Diamonds & Gold
08. Hang Down Your Head
09. Time
10. Rain Dogs
11. Midtown [instrumental]
12. 9th e Hennepin
13. Gun Street Girl
14. Union Square
15. Blind Love
16. Walking Spanish
17. Downtown Train
18. Bride of Rain Dog [instrumental]
19. Anywhere I Lay My Head

Clique no link para fazer o download do álbum:
http://www.4shared.com/rar/dvu_pIPt/twrd.html

Aug 29, 2006

va- the sexual life of the savages (brazilian post punk)



The Sexual Life Of The Savages é uma grande coletânea que reúne músicas de diversas bandas do chamado pós-punk brasileiro.
Nessa coletânia encontram-se músicas de bandas como As Mercenárias, Akira S e As Garotas Que Erraram, Gang 90, Fellini, entre outras.
O divertido é ouvir a mistura de sons e estilos que essas bandas faziam, com resultados bizonhos na maioria das vezes. Mas tudo bem, eram os anos 80.
Pelo menos essas bandas experimentavam outras formas de música, novos tipos de sons, ao contrário da receita pop-padrão que é utilizada exaustivamente hoje em dia.
Essa coletânea foi lançada pela gravadora inglesa Soul Jazz

(http://www.souljazzrecords.co.uk/)

Vale a pena dar uma conferida, é uma boa curiosidade histórica.

The Sexual Life of the Savages, the [Underground Brasil - Post Punk from Sao Paulo]

[released 2005]

01-as mercenarias _ inimigo
02-as mercenarias _ panico
03-akira s et as garotas que erraram _ sobre as pernas
04-akira s et as garotas que erraram _ eu dirijo o carro bomba
05-fellini _ rock europeu
06-gang 90 _ jack kerouac
07-chance _ samba de morro
08-patife _ poema em linha reta
09-patife _ teu bem
11-nau _ madame oraculo
12-chance _ striptease de madame x
13-smack _ for a daqui
14-smack _ mediocridade afinal
15-fellini _ zum zum zazoeira
16-muzak _ ilha urbana
17-cabine c _ tao perto
18-harry _ you have gone wrong


Clique no link abaixo para fazer o download do álbum:
http://www.4shared.com/file/105669738/950e0fb7/va_-_the_sexual_life_of_the_savages__brazilian_post_punk_.html

Aug 21, 2006

Screaming Lord Sutch - Story




Há músicas diferentes para momentos diferentes, é o que dizem. Tem aquelas que te pegam de surpresa e que, dependendo do seu estado de espírito, se transformam em algo novo e fresco, mesmo que você já tenha escutado aquilo milhares de vezes. Mas existem também aquelas que são tiro e queda, que em certa hora, certa ocasião, é satisfação garantida ou seu dinheiro de volta.
David Edward Sutch foi um dos cidadãos que produziram bom rock'n'roll inglês antes do boom do rock britânico. Mas Screaming Lord Sutch (nome sugado de um dos cantores preferidos de David, o cantor de R&B Screaming Jay Hawkins) não era só mais um deles. Ele fez uma música destoante e singular, misturando as vertentes de rock norte-americano da época com temáticas de horror e muito bom humor, que aliado a sua excentricidade presente em suas exibições públicas - antecipando uma tendência que ressurgiria com Alice Cooper e afins - fez dele uma espécie de figura folclórica da ilha.

"Vote pela insanidade. Você sabe que faz sentido.”. Músico, mas também político, sua trajetória nesta área por ser definida por duas palavras: demência e ridicularidade. Foi candidato ao parlamento inglês em 63, e novamente em 64 sem obter êxito. Lutava pelo fim da discriminação das pessoas de cabelo comprido, pela isenção de impostos relativos ao ensino para todas as pessoas chamadas Grant, entre outras coisas. Fundou o seu próprio partido, o no mínimo atípico Raving Monster Loony Party.

Vanguarda da frutífera mistura de rock cinqüentista com letras de mote macabro. Esse descompromisso com a lucidez torna a obra de Screaming perfeita para uma tarde de sábado, escute-o no talo às seis horas da tarde de um sábado feliz e você vai entender o que estou dizendo. É uma tralha velha que funciona como uma injeção de ânimo em um fim de semana que promete.

Ele sempre esteve muito bem acompanhado. Teve parte de sua obra produzida pelo igualmente excêntrico Joe Meek, o produtor britânico que conseguiu colocar, antes dos Beatles e Rolling Stones, uma música do velho continente no topo das paradas norte-americanas, que foi “Telstar” do The Tornados. No The Savages, a banda que acompanhou Screaming Lord Sutch por mais tempo durante vários anos (e que faz as honras neste álbum disponível pra download), já circularam vários nomes famosos como Jimmy Page, John Bonham, Jeff Beck e Keith Moon. Segundo ele próprio, até o Sex Pistols já o acompanhou como banda de apoio em cinco shows quando eles estavam só começando.

David se enforcou em 1999, deprimido com a morte de sua mãe. Apesar do fim trágico, nos deixou um legado musical empolgante e alegre, que jamais deixou transparecer a tristeza que o abatia. Rock básico, sem firulas, que você poderá conferir através desta coletânea aqui disponível. “Story” é a compilação dos seus seis primeiros singles (excetuando-se apenas um lado-B), produzidos por Meek e lançados entre 1961 e 1965. Divirtam-se.

"Story"

(recorded 1961-1965, released 1990)

1. Til' The Followin Night
2. Jack The Ripper
3. Black & Hairy
4. She's Fallen in Love With the Monster Man
5. Purple People Eater
6. Monter in Black Tights
7. Dracula's Daughter
8. Good Golly Miss Molly
9. Don't You Just Know It
10. I'm a Hog For You
11. Come Back Baby
12. The Train Kept a Rollin'
13. Honey Hush
14. Bye Bye Baby

Clique no link para fazer o download (32 MB):
http://www.4shared.com/file/105672486/7965eb93/Screaming_Lord_Sutch_-_Story.html

Aug 10, 2006

King Uszniewicz & His Uszniewicztones - "Twistin' And Bowlin'"



E chegamos ao último álbum da banda King Uszniewicz & His Uszniewicztones.
A mesma tosqueira de sempre em 16 belas faixas.
Espero que tenham apreciado as estupendas canções dessa formidável banda.

Volume 2: Twistin' And Bowlin'
(released 1989)
1. Peppermint Twist
2. I Saw Her On The Beach
3. Bop Bop Baby
4. Are We Really Going Steady?
5. Black Saxes
6. Donna The Prima Donna
7. Wicked Ruby
8. I'll Never Know
9. Out Of This World
10. Graduation Kills
11. I'm A Hog For You Baby
12. Tiger By The Tail
13. Way Down Yonder In New Orleans
14. Rats In My Room
15. Chances Are
16. Twistin' U.S.A.


Clique no link abaixo para fazer o download do álbum:
http://www.4shared.com/file/105682015/b4f73e6d/king_uszniewicz__his_uszniewicztones_-_1991_-_twistin_and_bowl.html

Jul 28, 2006

King Uszniewicz and his Uszniewicztones - "Teenage Dance Party with"



Hoje postarei outro álbum da maravilhosa banda King Uszniewicz and his Uszniewicztones.
Destaque para a estupenda canção Little Dead Surfer Girl. Com certeza a música com a melhor letra romântica de todos os tempos.

Divirtam-se:

"Volume 1: Teenage Dance Party with"
(recorded 73, released 1989)

1. Surfin' School
2. Cry On My Shoulder
3. Wild Little Willie
4. Papa-Oom-Mow-Mow
5. This Should Go On Forever
6. Yukkum Yukkum
7. Little Latin Lupe Lu
8. Greenback Dollar Watch & Chain
9. Little Dead Surfer Girl
10. Tappin' That Thing
11. The Crusher
12. Sapphire

Clique no link abaixo para fazer o download do álbum:
http://www.4shared.com/file/105679365/aca10623/king_uszniewicz_-_teenage_dance_party.html

Jul 27, 2006

Los Saicos - Wild Teen-Punk From Peru 1965




Banda de autêntico rock peruano, selvagem e visceral. Se isto não é proto-punk, não sei o que é. Com gritos roucos e letras delinqüentes, é bastante difícil de acreditar que essa banda esteve na ativa durante a década de 60, e aqui na América Latina. Assim como no Brasil, nesta época começaram a surgir os primeiros cantores solos e bandas de rock'n'roll, que eram na verdade"versões nacionais" de musicos americanos (Elvis, Chuck Berry, Bill Halley, etc.) e de bandas inglesas (Rolling Stones, Beatles, etc.), mas nenhuma delas causou tanto impacto como Los saicos. Se com seus vocais crus e músicas de temas bastante irreverentes como "Demolición", "Cementerio", "El Entierro de Los Gatos" ainda nos impressionam por sua força, imagine como as pessoas reagiram há quarenta anos atrás. É muito difícil encontrar informações precisas sobre a banda, pois existem muitas lendas acerca de sua trajetória. O fato é que ela possuiu uma existência efêmera durando apenas três anos e lançando apenas seis singles (o álbum disponível neste post é a compilação de todos eles, lançado no ano de 2000). É uma pena, já que esta manifestação tão ímpar merece muito mais reconhecimento e admiração pois ninguém conseguiu transformar prematuramente o surf, o merseybeat e o rockabilly em algo tão ameaçador como os Los Saicos fizeram. É só escutar pra saber.

"Demolición"

Tatata...Yayaya... Hechemos abajo la estación del tren
Hechemos abajo la estación del tren
Hechemos abajo la estación del tren
Hechemos abajo la estación del tren
Demoler, demoler, demoler, demoler
Hechemos abajo la estación del tren
Demoler, demoler la estación del tren
Demoler, demoler la estación del tren
Tatata...Yayaya...
Nos gusta volar las estaciones del tren
Demoler, demoler, demoler, demoler
Nos gusta volar las estaciones del tren
Demoler, demoler, demoler, demoler
Yeyeye... Yeyeye... Yeyeye... Yeyeye...
Demoler, demoler, demoler, demoler
Tatata...Yayaya...

Clique no link abaixo para baixar o álbum:
http://www.4shared.com/file/105773287/790f1377/Los_Saicos_-_Wild_Teen_-_Punk_From_Peru_1965.html

Jul 24, 2006

King Uszniewicz & His Uszniewicztones - Doin' The Woo Hoo



King Uszniewicz & His Uszniewicztones: esse é o nome dessa banda perfeita.
Perfeita? Sim senhor!
Imagine um bando de bêbados fazendo covers fora do ritmo, desafinados e com o mínimo de talento e capricho musical.
O que poderia soar como uma bela duma merda, acaba sendo uma das bandas mais divertidas de todos os tempos.
Você saca que os putos tão fazendo aquilo apenas para se divertir, não é nada sério e pretensioso. Esse é o verdadeiro espírito do rock´n´´roll!
Não posso deixar de citar também as belas melodias do saxofone tocado pelo líder da banda, Ernie 'King' Uszniewicz.

Agora um pouco da história "oficial": a banda foi formada em Detroit em 1969 e começou a tocar num boliche.
Logo, foram descobertos pelo Cub Koda, um músico local líder da banda de rock Brownsville Station, que ficou impressionado com a incapacidade musical da banda e produziu seu primeiro single, "Surfin' School".
Mas toda essa história aí é mentira. A banda na verdade é uma grande brincadeira feita pelo próprio Cub Koda e seu conjunto musical.
Eles apenas fizeram um acordo de que cada músico tocaria um instrumento que não soubesse tocar e pimba!
Uma ótima pegadinha do rock´n´roll!

Disponibilizo hoje o álbum Doin´ The Woo. Uma obra prima.


"Volume 3: Doin' the Woo Hoo with"
(recorded 75-77, released 1994)

1. Do Wah Diddy Diddy
2. Woo-Hoo
3. Land of 1,000 Dances
4. If I Had A Hammer
5. Crocodile Rock
6. She Won't Turn Over For Me
7. The Chicken Pecker
8. Love Letters In The Sand
9. From Me To You
10. GTO
11. Kung Fu Fighting
12. The U-Tone Rock
13. The Birds & The Bees
14. Dear One
15. Shout! Shout! (Knock Yourself Out)
16. Satisfaction
17. At The Hop

Clique no link abaixo para fazer o download do álbum:
http://www.4shared.com/file/105675039/90f0bfac/king_uszniewicz_-_doin_the_woo_hoo.html

mp3 vynil for your listening pleasure

Bem-vindos. E é isso aí mesmo, dois imbecis com um (peculiar) bom-gosto musical resolveram fazer este mp3blog para compartilhar com seus leitores e co-ouvintes, músicas boas de quaisquer épocas ou estilos, desde que sejam boas. "Boas" é um termo muito vago, mas este blog não tem mesmo a proposta de visar nenhum gênero em especial. É óbvio que um padrão surgirá, pois nenhum dos dois imbecis é tão eclético assim:

Gustavo Daher, 24 anos, diagramador. Formado em Design Digital na Anhembi Morumbi, Gustavo insulta muitas pessoas com seu gosto pelo bizarro e divertido quando resolve presenteá-las em forma de cd-r. Fã de 8bit music, bitpop, italo disco, experimental, spacesynth, garage rock e punkrock. Estará nos presenteando com algumas pérolas desse tipo, além de é claro, outros não listados que o agradarem.

Felipe Melhado, 18 anos, estudante de jornalismo. Sempre procurando por coisas novas dos mais diferentes estilos, ele ainda não descobriu do que gosta de ouvir exatamente. Fã de surf music, nuggets, mod, rockabilly, psychobilly, punk rock, folk, new wave, traditional country e várias coisas além dessa lista. Trará toda essa sorte de coisas e o que mais lhe der na telha.

Acreditamos que a tecnologia tem como uma de suas funções, a de facilitar o acesso de produtos culturais que antes eram de difícil contato, e achamos que a internet seja atualmente o meio mais democrático para se fazer isso, por uma questão de rapidez e baixo custo. O hábito de baixar arquivos de multimídia no computador tornou-se um fênomeno mundial desde o "pontapé napster", e as gravadoras possuidoras de direitos autorais veêm-se impotentes diante do panorama atual. Hoje em dia, temos um "n" de possibilidades para baixar nossas músicas e achamos isso muito bom. Não somos panfletários nem nada, mas entendemos que as barreiras para a formação cultural devem ser minimizadas ao máximo, e espalhando arte através da rede é uma forma de faze-lo.

Espero que sempre voltem aí pra apoiar essa idéia.
Valeu!

Vitrola Eletrônica